A nossa comunidade é formada por uma aliança com o Cristo Libertador, por isso o nome Comunidade de Aliança Cristo Libertador. Formamos essa aliança através dos quatro elos de pertença que nossa comunidade possui, são eles: membros da comunidade vida, membros da comunidade de aliança, seguidores da obra e amigos da obra.
Cada um com suas particularidades, deveres, limites, conforme seu chamado. Mas, todos com uma coisa em comum: acreditam no carisma!
O que une todos os elos nessa aliança é o crédito e o amor dado ao carisma.

COMUNIDADE DE VIDA

Os membros da Comunidade de Vida são chamados a doarem tudo que possuem, trabalham exclusivamente para a obra e os apostolados da Comunidade, moram em uma casa comum, que pode ser uma fraternidade feminina, masculina ou familiar, e vivem da providência de Deus.
São sem ter.

Na consagração de vida, vivemos a experiência do nosso baluarte Elias em Sarepta. Lá, ele encontra uma viúva, que só tinha um pouco de farinha e azeite, ela comeria aquilo e esperaria sua morte. Elias pede tudo, e profetiza:

“A vasilha de farinha não se esvaziará e a jarra de azeite não acabará” (1Rs 18, 14a).

Aqueles que são chamados a consagração de vida precisam entregar tudo, assim como essa viúva, pois o verdadeiro alimento deles não é a farinha, e sim a providência.

COMUNIDADE DE ALIANÇA

“Eu não sou comunidade de vida, mas minha vida é uma comunidade.” Letícia Oliva, co-fundadora CACL

Os membros da Comunidade de Aliança são chamados a viverem essa frase, são apesar de ter.

Possuem seus empregos, casa, carro, bens materiais, mas entendem que nada disso é tão valioso quanto o tesouro que é a nossa vocação. Mais valioso que tudo que temos e possuímos.

Por isso, todo o seu tempo livre se dedicam a obra, assim como colocam seus bens à disposição do bem comum.

“Todos que tinham abraçado a fé reuniam-se e punham tudo em comum: vendiam suas propriedades e bens, e dividiam-nos entre todos, segundo as necessidades de cada um” At 2,44-45.

Tendo como exemplo as primeiras comunidades cristãs que é descrito nos Atos dos Apóstolos.

SEGUIDORES DA OBRA

Durante a vida pública de Jesus, muitos o seguiram e nem todos eram chamados a uma vocação específica, como São Paulo, São Pedro, São João. Isso não quer dizer que há melhores ou piores, e sim que há diferentes chamados.

Para aqueles que não se sentem chamados a uma vida consagrada, mas amam e acreditam em nosso carisma, podem contribuir sendo um seguidor da obra, que nada mais é, ser um seguidor do Cristo Libertador.

“Depois disso, o Senhor designou outros setenta e dois, e os enviou dois a dois à sua frente a toda cidade e lugar aonde ele próprio devia ir” Lc 10,1

Para isso é necessário ter uma vida sacramental segundo a orientação da nossa Mãe Igreja, e contato com o nosso carisma. Esses são chamados também a atuarem em nossos ministérios e missões, segundo a necessidade.

AMIGOS DA OBRA

Como a palavra já diz, os amigos da obra são quem de alguma forma nos ajudam, seja com oração, doação financeira, de alimento, de trabalho.

Os amigos da obra nos ajudam manter a Comunidade, para isso, esse também precisam amar e acreditar no carisma.

“E quem der, nem que seja um copo d’água fria a um destes pequeninos, por ser meu discípulo, em verdade vos digo que não perderá sua recompensa.” Mt 10,42.