Evangelho João 14, 15 – 21

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 15Se me amais, guardareis os meus mandamentos, 16e eu rogarei ao Pai, e ele vos dará um outro Defensor, para que permaneça sempre convosco: 17o Espírito da Verdade, que o mundo não é capaz de receber, porque não o vê nem o conhece. Vós o conheceis, porque ele permanece junto de vós e estará dentro de vós. 18Não vos deixarei órfãos. Eu virei a vós. 19Pouco tempo ainda, e o mundo não mais me verá, mas vós me vereis, porque eu vivo e vós vivereis. 20Naquele dia sabereis que eu estou no meu Pai e vós em mim e eu em vós. 21Quem acolheu os meus mandamentos e os observa, esse me ama. Ora, quem me ama, será amado por meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele.

  • Meditação – por Luiza Barbosa

Jesus estava prestes a ser entregue, estava dando alguns direcionamentos aos seus discípulos e respondendo a questionamentos, na mesma noite havia dado um novo mandamento a eles: amai-vos uns aos outros como eu vos amei.

No evangelho de hoje Jesus começa falando sobre amor e obediência, dizendo: “15Se me amais, guardareis os meus mandamentos”. Depois fala sobre o Espiro Santo: “16e eu rogarei ao Pai, e ele vos dará um outro Defensor, para que permaneça sempre convosco: 17o Espírito da Verdade”. Fala sobre ver, conhecer e a relação disso com o mundo: “ que o mundo não é capaz de receber, porque não o vê nem o conhece. Vós o conheceis, porque ele permanece junto de vós e estará dentro de vós. ” “19Pouco tempo ainda, e o mundo não mais me verá, mas vós me vereis, porque eu vivo e vós vivereis. “. Fala sobre abandono: “18Não vos deixarei órfãos. Eu virei a vós. ”. Fala sobre permanecer com eles: 20Naquele dia sabereis que eu estou no meu Pai e vós em mim e eu em vós. E termina falando do amor: 21Quem acolheu os meus mandamentos e os observa, esse me ama. Ora, quem me ama, será amado por meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele.

Jesus nos diz para sermos inteiros, esta é a palavra de hoje, não há nada que se separe. Devemos ser obedientes aos mandamentos, mas não porque somos bonzinhos e certinhos, mas sim porque sabemos que este é o caminho para amar como Jesus amou, só assim saberemos se amamos a Ele e aos outros verdadeiramente, pois ninguém amou mais do que Jesus. Sendo obedientes estaremos próximos d’Ele, pois o pecado nos afasta.

O Espirito Santo fluirá livremente, estará conosco, nós O veremos, O conheceremos cada vez mais, nunca estaremos sozinhos, Ele permanecerá conosco através do Espirito Santo.

Mas podemos também escolher o outro caminho, podemos escolher viver com o pecado e não lutar contra ele, essa escolha nos leva a não O conhecer mais, sermos cegos, nos faz sentir sozinhos e abandonados.

Jesus foi inteiro e nos convida a sermos também, a percorrer esse caminho que nos leva a Ele!