Por Fabiana Passuelo

A paz irmãos, hoje vamos falar de um tema que nem sempre reconhecemos…
“Eu murmuro???”

A palavra “murmuração” significa: falar em voz baixa, sussurrar, falatório, conversa, falácia, intriga, mexerico, maledicência, crítica, desgabo, deslouvor, detração, difamação, calúnia, reclamar, falação, reclamação, entre muitos outros sinônimos. Do latim, murmuratĭo,ōnis ‘ – murmuração, descontentamento.

Um dos sinônimos diz que murmurar é deixar de louvar, ou seja, não se relacionar com Deus, não ter intimidade com Deus, então quando eu murmuro eu me afasto de Deus.

O nosso cotidiano nos leva muitas vezes a falta de paciência, desorganização, correria, não raciocinamos antes de abrirmos a boca para murmurar e aí maldizemos as coisas, reclamamos por demais e nos esquecemos de que temos DEUS PAI que criou tudo, que cuida de tudo e não recorremos a Ele nestes momentos.

Pense bem:
Será que Jesus Cristo murmurou no caminho do calvário?
Será que Maria murmurou em ser “a escolhida” por Deus, em ser mãe de Jesus aos 14 anos e em “perder” toda a sua juventude?

Lembra do povo que estava com Moises no deserto, o quanto murmurou…
Mas o povo estava sedento e reclamou a Moisés: “Por que você nos tirou do Egito? Foi para matar de sede a nós, aos nossos filhos e aos nossos rebanhos?” (Êxodo 17, 3)
Eles esqueceram de recorrer a Deus, de confiar e acreditar que Ele era o único que os conduziria para a terra prometida.
E assim nós também por muitas vezes somos “cegos” a vontade de Deus, murmuramos porque as “nossas” vontades não acontecem do jeito e no tempo que queremos e com isso não permitimos sermos conduzidos pelo Pai, como Jesus e Maria aceitaram, confiaram e amaram.
Sejamos prudentes e estejamos sempre vigiando para não murmurarmos, e fazermos o movimento ao contrário, de clamar o Espirito Santo em nós, de reconhecer os nossos defeitos e mesmo assim LOUVAR A DEUS!