Por Rodrigo Fumagalli

Encontramos em muitos textos bíblicos referências com uva, videira e vinhos, no entanto, não entendemos como aproveitar de determinados elementos e aplicar a nossas vidas!
Em primeiro lugar, é preciso saber que o processo de produção de um vinho, não é simples e tampouco fácil… assim também é o nosso processo de conhecimento, de encontro com o Senhor, de conversão verdadeira… não é fácil e nem rápido!
Para a colheita ser perfeita, é preciso em primeiro lugar, esperar que as uvas estejam maduras, suculentas e doces, e então, realiza-la cuidadosamente, manualmente, escolhendo os cachos de melhor “qualidade”. Esse processo, que é o inicial, me faz pensar e lembrar no primeiro encontro que tive com o Senhor… me senti cuidado, selecionado, pronto para a próxima etapa ou melhor, muitas vezes pensei que o processo já havia terminado, porém, não há vinho apenas com uvas! É preciso extrair o seu suco e a sua cor, e a única forma de fazê-lo é espremendo, espremendo e espremendo… não violentamente, para não romper os seus caroços que causaria amargor ao vinho, mas, cuidadosamente e de forma intensa!
As vezes, esse processo em nossa vida nos causa estranheza, crises e muita adversidade pois, estamos em transformação, saímos de nosso estado primário, rompemos com a dependência e o Senhor sabe que podemos entregar mais, podemos oferecer um suco doce, cheio de cor e de vida!!!
O processo seguinte, é definitivamente o mais importante, é a transformação absoluta, a fermentação! Que no caso do vinho, é a transformação do açúcar em álcool, do suco em vinho, da juventude para a fase adulta, do frágil para o resistente! O processo secundário, o segundo voo! Estamos nos aproximando do objetivo final do Vitivinicultor, daquilo que Ele sonhou e pensou desde o início quando plantou as primeiras mudas!
Descoberta do sentido original, talvez essa frase defina bem esse processo, o momento que você descobre o seu objetivo, o sonho do Vitivinicultor para sua vida, sua Missão, sua Vocação!
Ao final do ciclo, mesmo diante de tanta tribulação, descoberta e crise, passaremos pela estabilização e evolução, como processo terciário, onde, poderemos contemplar a beleza e o prazer de ser aquilo que Deus sempre sonhou, gerando vida, sustento e alimentando a vida de tantos irmãos!!!
Tamanha a perfeição do nosso Deus que nos permite “usar” a Santíssima Trindade nessa reflexão, com Deus Pai, sendo o criador, o responsável por fazer do nada, nascer um lindo cacho de uva… com Jesus Cristo, o salvador, que nos permite mudar de vida, nos permite ser moldado a um novo sentido… e com o Espírito Santo que nos impulsiona a gerar vida, sendo Ele o responsável por, através das nossas vidas, desses novos vinhos se aproximar do outro!
Qual fase do processo você está? Não tenha medo, o Vitivinicultor por Excelência sabe exatamente onde quer te levar… permita-se conduzir, permita-se vinificar!
Minha vida, um vinho novo!
Paz e Fogo!