Por – Rodrigo Fumagalli

Você sabe o que é uma ideologia?
Uma ideologia é em resumo, um conjunto de ideias e pensamentos que determinam uma regra ou conduta de vida sobre determinado assunto.

Analisando a etimologia da palavra ideologia, vemos que provem de IDEA, protótipo ideal + LOGOS, estudo.

E gênero? Você sabe o que é?
Analisando também a etimologia, vemos GENUS, nascimento, família, tipo, ou seja, aquilo que diferencia socialmente as pessoas, homens e mulheres.

Partindo dessa análise, fica mais fácil entender sobre a tão falada Ideologia de Gênero, ou seja, um conjunto de ideias e pensamento que determinam como devemos olhar para o ser humano, afirmando que na verdade, os gêneros são construções sociais e que o ser humano, o indivíduo, pode escolher em qual se enquadra.

O que a igreja pensa disso?
Obviamente a Igreja não apoia essa ideologia, em primeiro lugar, porque destrói a família, que está baseada na natureza diferenciada sexualmente entre homem e mulher, naturezas fundamentais para juntas gerarem vida e que, por consequência, coloca em questão a perfeição da criação de Deus narrada em Gênesis 1, 27: “Deus criou o homem à sua imagem, à sua imagem ele o criou, homem e mulher ele os criou”. E também poderíamos citar Efésios 5, 32: “Por isso deixará o homem seu pai e sua mãe e se ligará à sua mulher, e serão ambos uma só carne”
Além disso, é preciso recorrer também ao que diz o nosso Papa Francisco em uma de suas declarações a respeito dessa ideologia: “Esse veneno que mina as bases biológicas e antropológicas do homem, é mais prejudicial que o veneno que se dissolve nos oceanos ou, que penetra nas raízes de árvores seculares, ele pode corroer e demolir a humanidade, porque mata a propensão ao encontro entre o homem e mulher, como ocasião e condição essencial para a reprodução da espécie humana”.

Pois bem, querido irmão Cristão, Católico Apostólico Romano, não é tempo de apatia e de inerência a esse assunto, chega de ser morno, pois no Apocalipse de São João 3, 17 fica muito claro: “Assim porque és morno, nem frio nem quente, estou para te vomitar de minha boca”. É tempo de se posicionar e de assumir verdadeiramente uma postura de discípulo e apóstolo de Jesus Cristo. Seja criterioso e radical ao assistir televisão, ao consumir conteúdos da internet ou até mesmo na escolha de escolas e universidades para vossos filhos.

Nós somos os responsáveis por permitir ou não a entrada dessa ideologia em nossas casas, ao qual vale lembrar, contribui para a destruição da família, da integridade moral, da criança e do jovem!

Desejo, à luz da intrepidez e destemor de São Paulo, que o Espírito Santo te ilumine nessa jornada!

Paz e Fogo.