-Por Laís Cardoso.
Olá irmãos!!
Hoje dando continuidade à série #ComoOsDoze, falaremos sobre o Apóstolo Paulo.
São Paulo nasceu em Tarso na Cilícia. Seus pais eram judeus, mas gozavam dos privilégios da cidadania romana. Passou os primeiros anos de vida em meio a comunidade judaica e frequentou a escola da sinagoga. Antes de se converter ao Cristianismo era conhecido como Saulo e perseguia os discípulos de Jesus nos arredores de Jerusalém. Tornou-se perseguidor das primeiras comunidades cristãs, e participou do apedrejamento do apóstolo Estêvão.
A caminho de Damasco, Paulo teve a visão de uma luz incandescente, e Jesus lhe dizia sobre as perseguições. No mesmo instante, ficou cego e durante três dias entregou-se às orações. A mando de Jesus, Ananias vai a seu encontro e põe a mão em sua cabeça e no mesmo instante Paulo recobra a visão e converte-se ao cristianismo.
E em meio a tudo isso, o que a vida de Paulo tem a ver com a nossa? Pois é, muitas vezes achamos que a vida dos Santos são bem distantes da nossa, mas, não são não, elas nos deixam muitos ensinamentos. Quantas vezes estamos tão cegos assim como Paulo, estamos tão perdidos e distantes que não escutamos a Deus?  É preciso que Ele tire a venda dos nossos olhos para que enxerguemos e seguimos o caminho da Cruz.
E falar em Paulo, a conversão dele é um grande exemplo para nós, nos mostra que em meio a tantos pecados cometidos, tantas faltas, mesmo sendo miseráveis, Deus nos ama de uma forma tão linda e sem explicação, que não nos deixa desamparados e nem perdidos. Pensando em todo esse amor, o que temos retribuído? Temos levado a palavra dEle a todos? Ou ao menos, temos amado Ele acima de todas as coisas? Ele não nos pede nada em troca, mas meu irmão, é o minimo. E foi exatamente isso que Paulo percebeu, que em meio a tantas coisas, Deus é bom e não esquece e desampara seus filhos, ele sentiu o tamanho amor, viu o quanto tudo isso é sim real, o quanto é inexplicável esse mistério da fé e foi ai que seu coração se rendeu, o seu pode se render também e sentir todo esse amor. Muitas vezes se sentimentos perdidos, sozinhos.. Até mesmo sem ter o que fazer, não sabendo por onde começar, e Paulo nos mostra hoje, comece pelo começo, Deus. O meio e o fim? Deus. Nunca se esqueça disso meus irmãos, nada é impossível para Deus. Deus te vê, te cuida, se importa e ama. É tempo de vida nova, tempo de expandir esse amor, tempo de se jogar e mergulhar fundo nesse amor tão grande de Deus, é tempo de conversão, mesmo que nos custe a vista, assim como foi necessário a Paulo. Que levemos esse ensinamento de Paulo conosco, nunca é tarde e sempre é possível. Renda-se a Deus.
PAZ E FOGO.