Ataíde Oliveira, 47 anos.

Casado, e Vocacionado da Comunidade Cristo Libertador.

Minha história se inicia em 1970.

Nasci em uma família Espírita, conhecia apenas o espiritismo. A partir dos 14 anos comecei a fazer uso de bebida alcólicas e drogas, tinha uma vida de sexualidade desregrada. Vivia o sexo pelo sexo sem valorização nenhuma.

Aos 20 anos conheci uma Mulher no mesmo tempo em que minha mãe veio a falecer,Nos relacionamos e esta Mulher engravidou e  nasceu a minha filha mais velha que se chama Bruna, quando ela nasceu eu acreditava plenamente que era reencarnação da minha Mãe.

O espiritismo me fazia acreditar que as pessoas se reencarnavam em outras. Minha Mãe faleceu em Maio e minha filha nasceu em Setembro, então eu acreditava plenamente nesta reencarnação. Nessa época eu já estava muito afundado nas drogas, estava em um declínio, não apenas moral mas também profissional.  Aos 28 anos, sofri um acidente.  Já trabalhando como ajudante, eu que já tinha chegado ao cargo de chefe de manutenção da Transbrasil Linhas Aéreas. Mas, por causa das bebidas e das drogas me tornei um ajudante prático e sofri um acidente após o almoço, onde eu havia consumido muitas drogas e bebidas e esse acidente quase me levou a óbito.

Porém a Misericórdia do Senhor me alcançou onde eu tive uma fratura muito grande no pé esquerdo e essa fratura foi ali medicado no pronto-socorro de Guarulhos de uma maneira equivocada eu fiquei com a Perna engessada sem colocar o pé no chão por 45 dias. Ao retornar ao médico aqui em São Paulo ele constatou que o atendimento que foi feito foi realizado de uma maneira errada onde não existia mais condições de colocar o osso na posição original e isso acarretou que muito da minha musculatura ficou comprometida.  Meu pé estava preto e eu iria perder o pé. Desse dia em diante começou uma grande luta,  Eu estava no fundo do poço, já tinha duas filhas a Lilian que é a mais nova tinha três anos e a mãe das meninas em um momento de desespero ouvindo uma rádio protestante, conheceu um Homem chamado Evangelista Wagner, até então nós dois éramos do espiritismo. Este Homem dizia levar Jesus Cristo onde houvesse necessidade, a Mãe de minhas filhas então ligou e pediu para que fosse até nossa casa. Com o tempo, este Homem foi me evangelizando e me mostrando quem era “Jesus Cristo”.

A partir dái fui convertido para a Igreja protestante.  A Igreja protestante fez com que eu alcançasse alguns Cardos de vida. Minha dedicação e busca por conhecimento era frequente, queria preencher o vazio que existia dentro de mim. Já não bebia e nem usava drogas, tive o Cargo de Diácono presbitério Evangelista e Pastor.

Em 2003 eu abri uma Igreja, fundei meu próprio ministério, existia por volta de 30 á 50 pessoas que estavam sempre presentes em cultos.

Ouve um período em que houve uma Revira- volta em minha vida. Meu orgulho, prepotência, e falsa santidade caiu por terra. Fechei a Igreja, me separei da Mãe das minhas filhas e fiquei sozinho. Eu e Deus, que nunca me deixou. Comecei a frequentar várias Igrejas protestantes, não mais como Pastor, buscando preencher o vazio dentro de mim, mas ele continuou, a cada dia mais aumentava e Eu não me encontrava.

Em 2007, resolvi fazer minha segunda Faculdade. Cursei Educação Física e no final da Faculdade em 2010, conheci a Hélide que hoje é minha Esposa, Ela fazia parte da Comunidade Católica Anjos da Vida e Deus na sua infinita misericórdia e amor me recebeu. Durante o meu processo de Conversão ao catolicismo, fui aprendendo sobre a tradição católica, as escrituras, os sacramentos. E essa verdadeira conversão foi preenchendo todos os vazios que a Igreja protestante nunca tinha preenchido. Comecei a ouvir sobre santidade, a não querer as coisas materiais mas, desejar as coisas do alto. Comecei a ouvir testemunhos de religiosos, consagrados e dei inicio nesta comunidade. Em 2014 fui batizado, fiz a minha primeira comunhão, tive minha primeira confissão, fui crismado e me casei na Igreja Católica Apostólica Romana.

Mas uma vez, o Senhor percebendo que eu precisava crescer na fé fez com que eu saísse da Comunidade Anjos da Vida e me encontrasse verdadeiramente aqui na Cristo Libertador.

Desde 1998 através daquele Evangelista, muitos versículos foram colocados em meu coração e hoje confirmados através do carisma Cristo Libertador, através da vida de nosso Fundador Guilherme, que não me conhecia, nunca tinha me visto. Mas, me acolheu de braços abertos e até hoje tem cuidado de mim. Hoje, posso dizer com toda certeza e entendimento que o Carisma da Comunidade Cristo Libertador, tem me feito muito bem, porque vem diretamente de Deus através do testemunho de vida do Fundador Guilherme.  Através do carisma e das formações, tenho me preenchido, desenvolvido, tenho sido uma pessoa melhor.  E Hoje com a Glória de Deus sou Intercessor da Comunidade de Aliança Cristo Libertador.