• Por Guilherme Maggio

 

A paz do Cristo Libertador!

Acabamos de viver a Oitava de Páscoa, a semana passada toda, foi Páscoa, a semana toda foi domingo de Páscoa, o dia sem fim, a vitória sobre a morte! Eu sempre me perguntei, porque dar Feliz Páscoa durante esta semana, se celebramos só um dia. Mas hoje entendo o que creio e professo. Após esta semana, iniciamos o tempo Pascal, que acontece do Domingo da Ressurreição até o Domingo de Pentecostes, por isso, cinquenta dias na presença do Ressuscitado nos preparando para receber o Espírito Santo prometido. A Oitava de Páscoa é a primeira semana destes cinquenta dias; é considerada como se fosse um só dia, ou seja, o júbilo do Domingo de Páscoa é prolongado durante oito dias.Bom, após breve comentário teológico, a exortação desse PÓS QUARESMA, está no seguinte termo:                                                                                                                                                             Um momento pode gerar conversão, mas apenas uma vida toda gera um santo!

Pois é! Vivemos mortificações, jejuns, abstinências, silêncios, e com certeza mudamos para melhor em algum aspecto, o tempo de conversão da quaresma, foi vivido. Agora é hora de SUSTENTAR a conversão, visando que ela se torne santidade. Quando mudamos o rumo em que nos dirigíamos, quando abandonamos a prática desordenada, NOS CONVERTEMOS, porém agora o DESAFIO É OUTRO! Termos culhão de manter a mudança, e lutar por ela o resto da vida. Nossa Guilherme! Que exagero, então não vou tomar café nunca mais? Calma filho! Os exercícios quaresmais, quando combateram um exagero, devem ter servido para que agora HAJA EQUILÍBRIO. Pode tomar café, só, por favor, não se embriague mais de cafeína. Equilíbrio! Se na quaresma o seu exercício combateu um pecado seu, por favor, COM PECADO NÃO HÁ EQUILÍBRIO deixe-o de vez.

Mas Guilherme, ser santo é muito difícil, por isso temos poucos santos. Sabe nada inocente! Olhe esta matéria da Canção Nova:

Os homens e as mulheres que a Igreja Católica chama de santos são milhares, mais de vinte e sete mil, como afirma René Fullop Muller, em seu livro “Os Santos que abalaram o mundo”. São de todas as condições de vida, raças, cores, culturas, países, etc. Porém, uma coisa é comum a todos: eles foram heroicamente bons; basta analisar a vida deles.

Fonte: http://formacao.cancaonova.com/igreja/santos/o-que-e-ser-um-santo/

Vale a pena ler o texto todo, aliás ele diz que um SANTO não tem apenas uma virtude, mas sim trabalha todas elas… VIRTUDE, CACL, 7 anos, ACHO QUE TEM HAVER EIM.

Para encerrar leiam isso:

São Vicente de Paulo costumava dizer que um cristão não deveria fazer coisas extraordinárias, mas sim fazer extraordinariamente bem as coisas ordinárias”.

Sustentar o fogo, é mais difícil do que acendê-lo! Encontrar Cristo é mais fácil do que transformá-lo em seu Senhor! Dizer Sim como Maria é fácil, quero ver aguentar a bucha a vida toda! E ai? Está afim? Ou vai pedir para sair?

FOGO DE ELIAS!